Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Arte da Simplicidade

"Se vives de acordo com as leis da natureza, nunca serás pobre; se vives de acordo com as opiniões alheias, nunca serás rico." (Séneca)

"Se vives de acordo com as leis da natureza, nunca serás pobre; se vives de acordo com as opiniões alheias, nunca serás rico." (Séneca)

A Arte da Simplicidade

10
Ago17

"Temos de mudar o Mundo, não os nossos corpos"


Margarida

Vivemos numa era onde a imagem, seja da mulher ou do homem, têm de ser perfeita. Somos quase obrigados a ser jovens, magros, a levantarmo-nos de manhã impecáveis e a manter a frescura durante todo o dia, mesmo se o dia estiver a ser horrível. 

Quantas vezes, quando éramos jovens, nos remarcavam o nossos defeitos?! "ai és tão gorda", "ai estás tão magrinho", "ai tens tanto acne...", "ai os teus dentes não estão brancos, tens de os lavar melhor". E isso, por muito que tenha sido dito com a melhor das intenções criou-nos, quer queiramos quer não, um certo mal estar em relação ao nosso corpo. 

Com a chegada da adolescência então começa o descalabro: é o não querer ir à praia para não ser visto em fato de banho, é o submetermo-nos desde cedo à pressão de estar sempre perfeita, maquilhada, perfumada e com a depilação feita. É o usar "aquela roupa" porque é a "da moda" e não aquela que nos deixa mais confortáveis... Revêem-se nisto? Eu sim... E é por tudo isto que o movimento "Body Positive" entrou na minha vida. Pela necessidade de nos aceitarmos como somos independentemente dos nossos corpos. 

O Body Positive, ou "Body Posi" é um movimento nascido em 1996 nos EUA e que pretende, desde o início, incentivar as mulheres a aceitarem-se a si e aos seus corpos como são. 

Inicialmente criado pela irmã de uma jovem bulímica, esta organização pretende espalhar a sua doutrina do: "temos de mudar o Mundo não os nossos corpos". E se o movimento tem ganhado muitos adeptos o instagram têm sido uma enorme ferramenta de difusão. 

Sem entrar em detalhes sobre a alimentação a defesa de que uma pessoa "gorda" está necessariamente doente e que uma pessoa atlética é necessariamente saudável é um dos estigmas que o grupo quer abulir.

Sem no entanto deixar de salientar que a obesidade é má para a saúde mas não se pode tirar a essa pessoa o direito de amar o seu corpo, assim como ao contrário. Afinal quantas de nós fazemos dieta para sermos "magras" e vemos "magras" a fazerem o percurso inverso porque querem ter "mais algumas curvas"?!  

Também a evolução do movimento têm sido enorme ao longo do tempo. Se inicialmente estava apenas virada para a gordura/magreza, hoje em dia a aceitação do corpo da "Mulher Imperfeita" que não têm de esconder as imperfeições da sua pele, que não têm de ter vergonha das estrias que ganhou com a gravidez nem da celulite que é quase uma tortura para todas nós e que nem tem de se submeter a processos dolorosos como a depilação se assim o entender. Também a aceitação do corpo da pessoa doente, como uma mulher que sofreu uma remoção mamária pós cancro é bastante difundida por este meio. 

Outro dos mantras do movimento é que "Não há nenhum modelo de mulher superior a outro" e, sendo assim, qualquer mulher é bem vinda como é! Também os homens, sobretudo no instagram, alinham nesta onda de revolta contra os preconceitos de beleza pois, também eles têm sentido o peso da "importância do corpo" nas suas vidas. 

São muitas as figuras públicas que já demonstraram o seu apoio a esta causa, destacando-se entre outras as cantoras Alicia Keys e Madonna. 

E vocês? Como se sentem em relação aos vossos corpos? Só vêm defeitos ou amam-se como são? Fazem alguma coisa ou usam alguma coisa apenas porque a sociedade vos "exige"? Aguardo ansiosamente os vossos feedbacks. 

Convido-vos também, se gostaram deste post, a aderir ao #BodyPositive no Instagram e, na volta, também ao "Margarida- Arte da Simplicidade"

Margarida

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D