Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Arte da Simplicidade

"Se vives de acordo com as leis da natureza, nunca serás pobre; se vives de acordo com as opiniões alheias, nunca serás rico." (Séneca)

"Se vives de acordo com as leis da natureza, nunca serás pobre; se vives de acordo com as opiniões alheias, nunca serás rico." (Séneca)

A Arte da Simplicidade

19
Abr17

Já parávamos com os fundamentalismos (não) esclarecidos!


Margarida

Sinto-me revoltada... e revolta não é coisa que me aconteça com demasiada frequência (exceptuando em meio laboral mas pronto: trabalho a quanto obrigas)! 

Morreu hoje uma miúda de 17 anos com sarampo, uma doença dada como práticamente irradicada à alguns anos a esta parte, e isto porque os pais eram pela "natureza" e portanto anti-vacinas. Sim, sou uma idiota por falar nisso, e uma hipócrita também: afinal também eu tento ter um estilo de vida mais natural vejam-se os meus posts sobre os cosméticos de origem 100% vegetal, a utilização do plástico e outros que tais. Mas nunca, em momento algum, deixei de tomar um medicamento só porque há uma solução natural para isso! É estúpido! Se os medicamentos existem e são eficazes, quando é preciso têm de ser tomados, assim como as vacinas. 

Esta moda de ser naturalista, bio ou outros que taís quando levada ao extremo enerva-me um bocadinho (aliás deve notar-se pelo meu tom): uma coisa é ser-se "tendencialmente" qualquer coisa outra coisa é decidirmos que a nossa opção de vida é a única e a melhor. 

Vejam-se as "modas" com o veganismo, o vegetarianismo, o paleo e outros que taís! Cada um dos defensores destes tipos de alimentação são capazes de bradar aos 4 ventos, braços no ar que a sua alimentação é a melhor de todas. Mas senhores, como em tudo há prós e contras. Sim, os produtos refinados fazem mal, mas a carne em excesso também, comer alimentos muito carregados de pesticidas faz mal mas comer demasiadas sementes também. Há prós e contras em tudo e não, não existe uma conspiração global para nos fazer comer isto ou aquilo fomos nós: e veja-se pela nossa dieta mediterrânica, que praticamente caiu em desuso, que estragamos o que tinhamos e agora tentamos resolver. 

Gente, tenhamos bom senso. Estamos na era do tudo ou nada e do "o meu é melhor do que o teu". Tentemos esclarecer-nos mas sejamos críticos connosco e com toda a informação que nos é apresentada e muito menos acompanhemos e aceitemos as opiniões alheias. Porque nenhum de nós é dono da verdade! 

Desculpem este desabafo mas a vida de uma criança perdeu-se porque, provavelmente, ninguém tentou abrir os olhos aos pais. Ou porque os pais nunca se questionaram sobre as suas opções. 

Sejamos realistas e acima de tudo critiquemos e coloquemo-nos questões. Tentemos esclarecer-nos. Só assim podemos realmente ter a vida melhor e mais saúdavel que tantas e tantas técnicas nos prometem... e que tantos livros vendem! 

 

4 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D