Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Arte da Simplicidade

"Se vives de acordo com as leis da natureza, nunca serás pobre; se vives de acordo com as opiniões alheias, nunca serás rico." (Séneca)

"Se vives de acordo com as leis da natureza, nunca serás pobre; se vives de acordo com as opiniões alheias, nunca serás rico." (Séneca)

A Arte da Simplicidade

09
Fev17

Dez Passos para Desacelerar a Tua Vida


Margarida

Há uma expressão que nos sai da boca com relativa frequência: "O tempo passa tão depressa que nem dei por ele". Mas será que é exatamente o tempo que passa depressa ou somos nós que não damos por ele?!

Hoje em dia o "normal" é correr de um lado para o outro e não se permitir tempo para nada. Somos a Geração do descartável: seja nos objetos, nos produtos ou nas relações pessoais. Perdemos o nosso tempo de um lado para o outro em vez de o investirmos realmente na nossa vida e naquilo que é mesmo importante "nós". 

Vejamos o exemplo da Terra, acelerámos de tal modo as coisas que estamos a esgotar as nossas reservas naturais tal a velocidade com que as utilizamos, deixámos de esperar pelo Verão para comer morangos nem pelo Outono para provar as castanhas. O lixo acumula-se, a nossa energia acaba e até as relações interpessoais passaram a ser descartáveis e, no meio de tanto avanço, o tempo passa por nós e nem deixa marcas. 

Neste post pretendo dar-vos 10 exemplos de pequenas coisas que podemos fazer na vida de todos os dias e assim "desacelerar"

  • Aprende a dizer NÃO!: Dizer não é uma virtude, todos nós o sabemos, mas também não é fácil. Dizer que não a encontros fugazes com amigos, a festas que não nos vão trazer nada de novo, poderá ser uma ótima maneira de ganhar tempo que podemos investir na nossa família ou relação amorosa. Quanto aos amigos, não se perdem. Em vez de estarmos juntos "à pressa" poderemos deixar os 2 ou 3 cafés a meio da semana por um delicioso, e atempado, jantar uma vez por mês. Menos em quantidade mas muito mais em qualidade. 
  • Utiliza transportes públicos e se possível faz uma parte do caminho para o trabalho ou para a faculdade a pé ou de bicicleta. Sim, terás de te levantar mais cedo (ou talvez não dependendo do trânsito que existe na tua cidade) mas ganharás em tempo que podes "gastar" para ti: aproveita  tempo de espera e a viagem para ler, ver montras, ouvir música... e sobretudo "desligar" o botão trabalho e "ligar" o botão vida pessoal e familiar. Um ganho extra será morar perto do local de trabalho: poderás claramente ir a pé e o tempo de viagem é mínimo. 
  • Faz compras no Mercado Semanal ou na Mercearia do Bairro. Pode ser um pouco mais caro mas a qualidade é outra. E o ritmo esse nem se fala quando comparado com a loucura do final do dia nos supermercados. Como bónus ainda poderás discutir um bocadinho com alguém simpático. 
  • Acorda mais cedo! Sim, leste bem! Começar o dia com pressas e atrasos deixa-nos mal dispostos e acelerados logo de manhã sendo assim "obriga-te" a levantar mais cedo mas também mais devagar. Aproveita o teu tempo de duche, escolhe bem a roupa para o dia e faz calmamente o caminho até ao trabalho. Desacelerar desde manhã para um dia mais calmo. 
  • Acorda-te tempo para não fazer nada. Estamos numa época em que o não fazer nada e o estar em silêncio nos é estranho por falta de hábito. Aprende a tirar um bocadinho para não fazer nada... verás que primeiro estranha-se mas depois entranha-se. 
  • "Perde" tempo a contemplar o que tens à tua volta: seja um céu estrelado, uma obra de arte ou uma flor num jardim. 
  • Sai a horas do trabalho. Sim, todos sabemos que muitas vezes nos olham de lado quando saímos à hora em que é suposto sair. A ideia de que um bom profissional tem de fazer horas extra (nem que passe uma hora na máquina do café para ter razões para ficar até mais tarde) está tão infiltrada nas nossas mentes que "o nós" é completamente esquecido. Faz o teu trabalho no teu tempo, trabalha com afinco, mas habitua-te e habitua os outros a sair a horas. Afinal tens uma vida depois do trabalho, não?!
  • Privilegia a qualidade em prol da qualidade. Preferível fazer algo menos vezes mas vive-lo mais intensamente. 
  • Deixa de lado as redes sociais (onde gastamos um tempo infinito) e prefere uma conversa cara a cara. Outro motivo que nos faz acelerar é o facto de estarmos todos os dias conectados de manhã à noite: impossível desligar do trabalho e do Mundo! 
  • Pratica uma atividade que te dê prazer: seja uma caminhada, yoga, pilates, meditação... Oferece-te a ti mesmo uma forma de auto-conhecimento e verás como vais abrandar de uma maneira consciente e sobretudo sempre que inconscientemente acelerares, conseguirás aperceber-te a tempo e repor o teu ritmo, o ritmo que escolheste para ti! 

Talvez estas dicas não sejam as melhores, mas são sem dúvida as mais "fáceis" de realizar e permitir-te-ao ganhar mais tempo para ti e para dedicares aqueles que amas e assim poderes aproveitar melhor tudo o que está à tua vida. Afinal vida é só uma, será que é mesmo inteligente metermos constantemente "prego a fundo" e passarmos por ela sem nos apercebermos?

Fonte: "Vivre plus Lentement" de Pascal d'Erm

Encontra estes e outros artigos em: https://www.facebook.com/SimplicidadeMargarida/

 

3 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D