Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Arte da Simplicidade

"Se vives de acordo com as leis da natureza, nunca serás pobre; se vives de acordo com as opiniões alheias, nunca serás rico." (Séneca)

"Se vives de acordo com as leis da natureza, nunca serás pobre; se vives de acordo com as opiniões alheias, nunca serás rico." (Séneca)

A Arte da Simplicidade

11
Mai17

7 Ideias para Economizar o Ambiente... e a Carteira #na Casa de Banho


Margarida

Já lá vão uns tempinhos desde o meu último post deste género. Na altura falei-vos sobre como economizar o Ambiente e a Carteira na cozinha (se não leram sigam por aqui). 

Hoje voltamos ao mesmo tema mas vamos passar para uma outra divisão: a Casa de Banho.

Antes de começar deixo só um pequeno alerta: uma das ideias mais comuns quando se fala em poupar na Casa de Banho é em relação à higiene intima da mulher. No entanto, como eu própria dou os primeiros passos, prefiro guardar esse tema para quando puder fundamentar as minhas opiniões.

E vamos lá dar uma volta à casa de banho e ver onde podemos economizar o ambiente e a carteira: 

- Economizar a água: É preciso saber que a água é das coisas que mais desperdiçamos na nossa Casa de Banho, o que tendo em conta o preço que pagamos e o desperdício de água potável é um valor incalculável que nos corre pelos canos. É importante ficar com a noção de que tomar um duche é mais económico do que um banho e que se tivermos o cuidado de fechar a torneira enquanto nos ensaboamos ou escovamos os dentes, por exemplo, chegaremos a uma grande poupança. Pessoalmente (e sem o fazer de propósito quando tomo um duche e não lavo o cabelo) deixo a torneira a correr por mais ou menos 3 ou 4 minutos contra os quinze que deixava enquanto não me preocupava tanto. São uns bons litros de água de poupança. Outra coisa importante será adaptar as descargas do autoclismo. Os mais modernos têm um sistema de descarga mais pequeno opte por ele ao invés de descarregar 7 a 9l de água de cada vez! 

- Não colecione produtos: As nossas casas de banho são, normalmente, locais onde guardamos 20 frascos de cada coisa. A questão é: será que temos mesmo necessidade disso? Para quê ter 3 champôs abertos se utilizo sempre o mesmo? Opte por uma rotina de higiene pessoal onde escolha apenas produtos que realmente goste e que se adaptem às suas necessidades e, caso queira mudar, deixe acabar um antes de começar o outro. A carteira agradece... e o espaço disponível na sua casa de banho também! 

- Faça o máximo de produtos caseiros! Sim, esta foi a grande revolução da minha vida criar os meus próprios produtos. Não o faço para champôs por exemplo, porque exigiria uma disponibilidade da minha parte quer económica quer pessoal para a qual ainda não me sinto preparada, mas existem montes de coisas que podemos fazer em casa ou utilizar os produtos virgens: máscaras para o cabelo, champô seco, exfoliantes, etc. Exige alguma experiência mas, tendo em conta que podemos encontrar uma boa parte dos produtos nos nossos armários da cozinha, sabemos que será menos poluente e "clean" para a pele, para a água e para a carteira nem se fala... 

- Opte por formulas sólidas: que é como quem diz sabonetes *, champôs sólidos ou mesmo para aqueles que gostam de experimentar coisas novas a pasta de dentes ou o desodorizante. Estes duram mais tempo, desde que tenhamos os devidos cuidados, e podemos encontrar formas bio a preços de produtos convencionais. Em Portugal temos por opção a marca Lush, que apesar de não ser bio têm uma composição mais clean em relação a outras marcas e que, acima de tudo não testa em animais,  e em lojas como o Celeiro podemos encontrar várias opções biológicas e que durarão muito muito tempo! Outra vantagem é que, quando se viaja, estes produtos sólidos passam no controlo de bagagem sem qualquer controlo. Prático não é?! 

- Elimina o máximo de coisas possíveis de utilização única: como é o caso dos algodões desmaquilhantes. Existem "algodões" laváveis que são giros, originais e que após cada utilização são lavados e rapidamente prontos a ser usado ao contrário dos descartáveis que utilizamos uma vez e deitamos fora. É uma economia de dinheiro a longo prazo mas também uma santa economia no nosso balde do lixo. As laminas para depilação/barbear podem também ser facilmente alteradas por outro género de laminas metálicas (o investimento é muito mais ao início mas a estrutura dura uma vida inteira) ou por aparelhos elétricos. Quanto às escovas de dentes existem também opções disponíveis: seja as escovas ecológicas que são compostáveis seja as escovas elétricas que são plásticas sim mas que só se utilizam uma vez. 

- Evite os gastos energéticos supérfluos: o aquecedor na Primavera ou o secador podem ser gastos algo desnecessários. Pense se têm mesmo necessidade de os utilizar!

- Opte por produtos de base para limpar a casa de banho: água, vinagre e bicarbonato de sódio fazem maravilhas na limpeza da casa de banho! São inertes para o ambiente, baratos e eficazes sem necessidade de recorrer a 20 produtos diferentes!

Espero que este tema tenha sido do vosso agrado. Se tiverem outras dicas de poupança ou opiniões que queiram partilhar deixem em comentário. Ficarei feliz de as ler! 

Quanto a mim despeço-me até a um novo post no próximo Domingo!

Margarida

 

7 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D