Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Arte da Simplicidade

"Se vives de acordo com as leis da natureza, nunca serás pobre; se vives de acordo com as opiniões alheias, nunca serás rico." (Séneca)

"Se vives de acordo com as leis da natureza, nunca serás pobre; se vives de acordo com as opiniões alheias, nunca serás rico." (Séneca)

A Arte da Simplicidade

04
Jun17

10 Regras de Ouro para Viver em Paz... com os colegas de trabalho!


Margarida

Podemos escolher muita coisa na nossa vida... no entanto "colegas de trabalho" não (e é verdade que por vezes dava jeito). 

Seja por nos fazerem a vida negra, por serem péssimos profissionais ou porque pura e simplesmente temos dificuldade em aguentar os seus pontos de vida quem nunca se viu com vontade de fugir de um emprego à conta deles? 

Ao longo da minha (ainda curta) carreira profissional lidei com equipas difíceis e com pessoas difíceis e se me chateei muitas vezes, hoje percebi que prefiro ter paz e deixar o assunto completamente para trás: pelo meu bem, pelo meu trabalho e sobretudo pela qualidade dos meus dias! 

Aqui vos deixo "10 Regras de Ouro" que eu tento por em prática dia após dia (mesmo que as falhe muitas vezes e que passe a vida a repreender-me a mim mesma por isso) para tornar a minha vida, e a daqueles que vivem comigo, mais feliz e completa: mesmo com colegas de trabalho difíceis. 

Regra de Ouro n.º 1: Lembra-te que não estás no trabalho para fazer amigos! 

Quem nunca sonhou ter a melhor amiga na equipa de trabalho, como uma produção televisiva muito ao jeito de Meredith Grey e Cristina Yang em Grey's Anatomy?! Infelizmente não é fácil criar verdadeiras relações de amizade no local de trabalho: seja por competitividade ou por discrepâncias de opinião. Não sendo no entanto impossível (eu sou uma felizarda que fez alguns bons amigos entre os meus colegas de trabalho) não deixes de te manter disponível mas realista: os pontos de vista e as escolhas pessoais podem tornar essas amizades complicadas sem contar que, muitas vezes, pode ser a curiosidade e não o verdadeiro interesse que movem a outra pessoa. 

 

Regra de Ouro n.º2: Guarda a tua vida pessoal para ti (dentro do possível)!

Evita fazer comentários sobre a tua vida pessoal ou familiar no local de trabalho, mesmo durante as horas de almoço ou de pausa. Estás lá para trabalhar não para participar em consultas de psicologia e não vais sentir-te bem se a tua história for debatida por várias pessoas, pois não?! Se a questão pessoal for uma pergunta directa e não conseguires simplesmente não responder fá-lo de uma forma simpática mas vaga e que não dê margem a comentários maldosos por trás!

 

Regra de Ouro n.º 3: Foge a 7 Pés de quem vêm constantemente fazer-te queixas

Para além de serem pessoas do tipo "tóxicas" que nos esgotam a energia e o bom humor arriscamo-nos também a perceber que são verdadeiros "vai-e-vem" de queixas e que a única pessoa "boa" no meio daquilo tudo é ela mesma! Utilizando uma frase de uma grande amiga minha: "nas costas dos outros vejo as minhas"!

 

Regra de Ouro n.º 4: Sê como tu... mas mantém a compostura! 

Festas com colegas de trabalho, happy hours e outros que tais são bons para manter a união entre a equipa: Inquestionável! Mesmo que os teus colegas não sejam os mais fofos do Mundo apresenta-te a essas pequenas reuniões informais mas, no entanto, não caias em excessos nem em exageros. Sê tu mesmo e diverte-te mas deixa as fotos comprometedoras, as roupas demasiado chamativas (se não fazem parte do teu look habitual quando vais trabalhar) e os copos a mais para noites em que estás segura e rodeada por "verdadeiros" amigos. Com os colegas de trabalho, mesmo que a relação seja boa, mantém sempre alguma descrição afinal, se alguma coisa correr mal, terás de lidar com "piadolas" e "sorrisinhos" no dia a seguir... 

 

Regra de Ouro n.º 5: A minha avô teve sempre uma máxima que guiava a sua relação com as vizinhas: "evitar a todo o custo andar em casa desta e daquela".

Se um colega de trabalho, por nada ou coisa nenhuma, te convida para ir a sua casa beber um copo e discutir seja aquilo que for: foge! Assuntos de trabalho devem ser discutidos no trabalho e se há tanto segredo a coisa é de desconfiar. Caso contrário, se a intenção for a melhor e se o objetivo for realmente conhecerem-se melhor e criarem uma boa parceria/amizade o ideal será combinar qualquer coisa num sítio neutro para os dois lados.

Ser convidado para casa de alguém significa já uma certa porta aberta para a intimidade da pessoa portanto, quando se fala em relação pessoal / profissional melhor não precipitar e deixar fluir naturalmente!

 

Regra de Ouro n.º 6: Guarda as tuas opiniões e os teus conhecimentos para ti.

Responde ou fala apenas quando te pedirem opinião. Manteres-te discreta permite-te fugir de centros de conflito e, ao mesmo tempo, evitarás comentários e julgamentos maldosos como "está a armar-se", "têm a mania" ou "só fala do que não sabe". 

 

Regra de Ouro n.º 7: Sê assertivo!

Quando tiveres de falar, fala. No entanto opta por escolher uma estratégia de comunicação o mais assertiva possível! Diz o que tens a dizer mas não te esqueças de que, do outro lado, está uma pessoa que merece o máximo respeito do Mundo (sim, sim... mesmo as "más" pessoas o merecem): portanto sê direta, clara, objetiva e, custe o que custar, evita os comentários demasiado pessoais ou agressivos. Podes ser uma "bruxa" na mesma mas ao menos a tua consciência e, todos aqueles que têm dois dedos de testa, saberam quem é digno de respeito! 

 

Regra de Ouro n.º 8: Não entres em grupos de críticas!

Evita entrar em grupos de diz que disse! Se todos falam da ação do chefe ou de um colega ouve mas abstém-te de comentar. Se o assunto for contigo vai ter diretamente com a pessoa em questão e expõe-lhe as tuas razões. Alimentar guerras internas aumenta em 50x a noção dos problemas, baixa a motivação e começamos a não nos investir. E há alguma coisa pior quando temos de passar 8h por dia naquele local com aquelas pessoas?

 

Regra de Ouro n.º 9: Não leves as críticas ou as discordâncias de opinião como algo pessoal, especialmente em alturas tensas para a equipa.

Se mantiveres uma postura profissional os outros serão forçados a tê-la também perante ti! 

 

Regra de Ouro n.º 10: Melhor fazer-se de parva ou de andar a dormir e fazer bem o seu trabalho

...do que ser o elemento mais popular da equipa ou e um alvo a abater por todos os lados! 

 

Atenção que nenhuma destas regras é estanques, elas advém da minha própria experiência não vão fazer da tua vida no teu local de trabalho um mar de rosas mas, pelo menos, proteger-te-ão de alguns dissabores no entanto não te esqueças que em caso algum deves desistir das tuas ambições ou dos teus objetivos para evitar ter problemas com os colegas, eles seram inevitáveis mas, quanto menos implicada do ponto de vista pessoal com a equipa menos essas críticas te vão fazer sofrer e tirar a força e a vontade! 

Espero que este artigo vos tenha agradado. Se sim deixem um pequeno comentário pois tenho mais dois ou três temas sobre "paz" em contexto laboral que gostava de partilhar convosco e que não sei ainda como fazer!

Quanto a mim despeço-me até ao próximo post no blogue e não se esqueçam de fazer like na página de Facebook de "A Arte da Simplicidade" ou seguir-me via instagram! 

Margarida

 

 

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D